animais

O meio natural. A língua. A ánsia de justiça, liberdade, independência. Galiza. O poder da palavra. E umha chamada à acçom coletiva, além da resistência. Som os alicerces deAnimais, o novo livro de Séchu Sende. Umha obra que poderia definir-se como um álbum ilustrado. Um poemário. Umha coletánea de relatos. Com versos coma este: “Se fabricamos cuitelos em cadeia, por que nom Liberdade?/ É o seguinte passo na evoluçom da espécie./ E conseguiremo-lo mirando-nos aos olhos“.

Emoçom. Intensidade. Denúncia da destruiçom da natureza. Humor, também. Celebraçom, da vida, do entorno. Certa magia.

Montse Dopico no ’Galicia Hoxe’

FICHA TÉCNICA AUTOR:

Ano: 2010

Capa dura

24×18 cm

72 páginas

ISBN: 978-84-87305-38-2

PVP: 15 €

Diagramador: Miguel Penas

Desenho de capa: Séchu Sende, Xosé Serém e Miguel Penas

sechu-sende

Séchu Sende, (Padrom, 1972) é poeta e narrador, sociolinguista, ativista social e domador de pulgas no ‘Galiza Pulgas Circus’. A sua obra Made in Galiza foi traduzida ao curdo, ao turco, ao catalão, ao euskera. Os seus textos convertem-se em canções, obras de teatro, lemas de camisolas, curta-metragens ou campanhas de publicidade social. Também escreve textos de guerrilha da comunicação, manifestos da Resistência, listas da compra e palavras como tattoos nas mãos das suas duas filhas.

Página do autor
INTERESSADO VISITE A NOSSA LOJA