se-os-carvalhos-falassem

O que os carvalhos não dizem

Passam-se as páginas do livro como caem as folhas dos carvalhos, em ato intenso de melancolia. Cada poema é recordação, musgo, Saturno. E passam também as cores. A gama cromática das lembranças enche os olhos de quem lê e um olor a óleo invade o corpo… despossuído. Um poemário de viagem estática e deleite espiritual. Uma volta às raízes que cada quem terá de identificar.

Um poema

Galiza VII

Brasil…
Sinto-te tão meu
que a minha própria pátria
deixa de doer-me

FICHA TÉCNICA AUTORA:

Ano: 2016

Capa: brochado

12 x 17 cm

114 páginas

ISBN: 978-84-16545-04-9

DL: C 1220-2016

PVP: 8 €

Diagramador: Xorxe Oural

Desenho de capa: Andrea López Álvarez

Fotografia de capa: Nerea Rodríguez

concha-rousia

Concha Rousia: nascida em 1962 na raia entre Ginzo de Límia e Montealegre.

Começou a sua atividade literária com o relato ‘Lobos’ em Vieiros e continuou-na com numerosas publicações em suporte eletrónico e em papel. Destacam as suas parcerias nas antologias “Poesia do Brasil”, do XV Congresso Brasileiro de Poesia, Rio Grande do Sul; “Primeira Antologia do Momento Lítero Cultural”, em formato digital. 2007, Porto Velho. “Mulheres” com poetas galegas. 2011,Mulheres Feministas do Condado, Galiza. O conto “Herança” publicado em 2007 em Rascunho (Jornal de literatura do Brasil), Curitiba. Em 2005 editou o seu primeiro romance ‘As Sete Fontes’ em formato e-book pola editora digital ArcosOnline, Portugal.

Entre os seus prémios destaca o Prémio de Narrativa do Concelho de Marim, e o Prémio do Certame Literário Feminista do Condado. É secretária da Fundação Academia Galega da Língua Portuguesa; colaboradora desde 2007 dos Colóquios da Lusofonia. É a Presidente pola parte galega do Instituto Cultural Brasil-Galiza. Na atualidade mora na comarca de Compostela onde exerce como psicoterapeuta. Administradora do blog ‘República da Rousia’.

 

Página do autor
INTERESSADO VISITE A NOSSA LOJA