Carrinho 0

Sobre a eutanásia. Quando decidir que uma morte é vital

Se pensarmos na eutanásia, com certeza o primeiro que nos virá à cabeça será o debate relativamente à sua despenalização. Porém, a controvérsia à volta do tema deve inscrever-se, ou no mínimo contextualizar-se, noutra questão maior que remete para o significado original do termo, o bom morrer. Eutanásia no mundo antigo era sinónimo duma morte boa ou apetecível; de facto, tal é o seu significado etimológico. Dalguma maneira, esta conceção da eutanásia como boa morte, apelando ao significado original do termo, deve fazer com que reflitamos sobre o facto de que existem formas de morrer mais propícias ou mais apetecíveis do que outras.

8,00 IVA incluído

Em stock

ID do produto: 5219 REF: 978-84-16545-18-6 Categoria:

Prólogo de Gilberto Couto:  Formação em Medicina e em Filosofia, autor do livro A eutanásia descodificada (2016) e membro da Comissão Coordenadora do Movimento Cívico pela Despenalização da Morte Assistida, em Portugal.

CONSULTA O ÍNDICE

Título

Sobre a eutanásia

Subtítulo

Quando decidir que uma morte é vital

Autor

Brais Arribas

Género

Ensaio

Ano de edição

2018

Descrição

104 páginas, 13 x 19 cm

Encadernação

Brochura

Coleção

Alicerces, 1

ISBN

978-84-16545-18-6

Desenho de capa

Ricardo Cabanelas

Avaliações

Não existem opiniões ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Sobre a eutanásia. Quando decidir que uma morte é vital”