“Elas, as emigrantes”, resenha por Carmen V. Valiña

Elas, as emigrantes tenta, a partir do seu próprio título, ser uma homenagem tão humilde como explícita às mulheres que deixaram a Galiza caminho da emigração suíça. Porque o facto migratório que marcou a nossa história recente não pode continuar a ser estudado de parâmetros supostamente objetivos que, dentro do masculino genérico, deixam fora as experiências femininas específicas. A obra propõe, ademais, uma comparativa entre dous períodos históricos, o dos anos 60 e 70 e…

Continue Lendo