Carrinho 0
Continue lendo...

Óscar Senra: “Aposto um vinho a que não encontras uma história similar a esta”

Óscar Senra vém de publicar Sete dias com Elisa  e Vítor Giadás, da Através Editora, fala com ele para debulhar alguma das chaves do livro e a sua contorna, como por exemplo a relação com o livro anterior do Óscar, Dixie em Wonderland ou a ideia dum romance policial no rural que conta a história da Elisa mas não só. O “Sete dias com Elisa” é um livro em que as personagens vão mostrando a…

Continue Lendo
Continue lendo...

Daniel Amarelo:“Este é um produto que questiona a normatividade cultural galega”

No mês de julho saiu à luz ‘Nós, xs inadaptadxs’, o primeiro livro CUIR na Galiza, que vem da mao do editor de Narom Daniel Amarelo, coordenador do trabalho. O livro pretende ser a voz de todas aquelas coletividades que, juntas, querem abrir as fronteiras da construçom coletiva da Galiza, com textos que vam das artes cénicas, à ciência ou à música até às próprias vivências, com a pluralidade por bandeira. Como é que começa…

Continue Lendo
Continue lendo...

A BD sobre Carvalho Calero inaugura unidade didática

O material, para Ensino Secundário, foi desenhado pola professora Susana Álvarez Pronta para começar o curso, já está disponível na rede da mao da Associaçom Galega da Língua a Unidade Didática BD: Carvalho Coraçom de Terra. Susana Álvarez assina esta aproximaçom educativa à novela gráfica sobre o autor homenageado no Dia das Letras Galegas, a aprofundar nas possibilidades que achega a banda desenhada “Ricardo Carvalho Calero: Coraçom de Terra”, publicada por Demo Editorial e Através…

Continue Lendo
Continue lendo...

Raquel Miragaia: “O protagonista do romance é o silêncio, o que não se conta”

Raquel Miragaia vém de publicar Tempo Tardade com a Através Editora, falamos com ela para debulhar algumas chaves do livro, que conta a história de Branca: Após a morte da mãe, Branca volta à casa familiar, agora vazia mas cheia de lembranças da infância. O descobrimento por acaso de uma gaveta cheia de cartas antigas do seu tio-avô, emigrado com 19 anos a Buenos Aires, faz com que Branca se pergunte porque é que a…

Continue Lendo
Continue lendo...

Iolanda Aldrei: “Os livros prometem pervivência e antecipam os diálogos livres”

Eva Xanim conversa com a autora de Entrecontar. Que nos queres “Entrecontar” no teu livro? Entrecontar, mais que a uma fórmula narrativa, responde a uma vontade de polifonia, a um encontro de vozes, de histórias, de sentires. Quero abrir as janelas de um coletivo de individualidades fechadas em coordenadas impostas, que chegou a acreditar que essas estruturas eram reais, e mesmo que eram lógicas. Quero libertá-lo no labirinto, no direito de perder-se e achar-se por…

Continue Lendo
Continue lendo...

Diego Bernal e Xoán Lagares: “Muitos dos problemas do galego seriam resolvidos se ouvíssemos Carvalho”

Valentim Fagim conversa com os coordenadores da Antologia de textos para pensarmos a língua, Diego Bernal e Xoán Lagares. Que guiou o vosso processo de seleção? Porque estes textos? Os artigos de Carvalho Calero recolhidos na Antologia foram publicados nas décadas de 70 e de 80. É nessa etapa quando o professor se dedica de forma mais intensa a pensar a língua, sem dúvida por causa do momento histórico que se estava a viver, de…

Continue Lendo
Continue lendo...

Diego Bernal: “A cultura e língua do Brasil tem muito de bom para oferecer ao povo galego”

Reproduzimos a entrevista publicada no Portal da Língua o passado mês de março e assinada por Sabela Fernández. De prosa descontraída e rigor imenso, o livro de Diego Bernal, Português do Brasil. O galego tropical, que foi recentemente publicado por Através editora é a constataçom de que a variante portuguesa além Atlântico nunca “extranha” mas, ao contrário, “entranha”, se se nos permitir mudar livremente a frase do Fernando Pessoa. Publicamos uma conversa com o autor…

Continue Lendo
Continue lendo...

José Luís Rodríguez nos trilhos da língua

Apresentamos a entrevista que fez o Valentim Fagim para o Portal Galego da Língua a José Luís Rodríguez. A Através Editora inaugurou o Ano Carvalho Calero com um livro de conversas com um dos seus discípulos mais relevantes na questione della lingua na Galiza. Este livro foi concebido não apenas como uma homenagem a José Luís Rodríguez, mas como um texto que permita encontrar chaves para entender o passado e construirmos o presente. capa do…

Continue Lendo
Continue lendo...

Marco Neves: “Espero abrir os olhos aos leitores portugueses para a proximidade real entre o português e o galego”

A Através Editora, chancela editorial da AGAL, desejava desde quase o seu início publicar um livro sobre a questão identitária da nossa língua, na Galiza, mas de uma ótica portuguesa. Então apareceu um dos melhores candidatos, Marco Neves, professor na Universidade Nova de Lisboa, tradutor, autor de vários livros de divulgação linguística e do imperdível blogue, para os amantes do facto linguístico, Certas Palavras. Marco, o título do livro é uma pergunta. Dá para ser…

Continue Lendo
Continue lendo...

Teresa Moure: “Sempre digo que não tenho vocação de linguista”

Valentim Fagim conversou com Teresa Moure, autora de Linguística eco-, o último fruto da Através Editora, um alimento incontornável para as pessoas que vêem as línguas para além da utilidade e que gostam de arranhar no espelho. No prólogo do livro, da autoria de Moreno Cabrera, ele começa a indicar que a autora está comprometida com a defesa da diversidade linguística sem esta inclinação afetar a fotografia da realidade que mostra. Foi uma dificuldade transitar…

Continue Lendo